segunda-feira, 27 de junho de 2011

O uso da chupeta (ou bico)

Quando Valentina chegou em nossas vidas, fui muito incentivada a dar a chupeta a ela para acalmá-la nos momentos de choro. Fui extremamente resistente no começo, mas confesso que me rendi e hoje ela usa o bico, especialmente nas horas de dormir (outros horários ela não faz muita questão deste objeto polêmico entre pais e especialistas).

Valentina agora só dorme com a bendita e às vezes é um caos, porque ao adormecer, ela deixa escapar a chupeta e acorda super enjoada... A gente coloca novamente, mas depois começa tudo de novo. Notei que ela agora, muito espertinha, segura a chupeta. Reparem e me digam se a gente não morre de babar quando vê uma foto dessa??



Após alguns minutos de pesquisa, encontrei um texto interessante no site Guia do Bebê e que traz algumas questões interessantes.

"A sucção nutritiva é uma função primordial para a sobrevivência do recém-nascido, pois é através da sucção que o bebê obtém seu alimento. Como a natureza é sábia, e “Papai do Céu” também, o reflexo de sucção já está presente por volta da 18ª / 20ª semanas de vida intra-uterina. A dúvida (usar ou não usar a chupeta) começa a existir quando “nós”, e em especial as mães, percebemos que além da função nutritiva, a sucção também é uma fonte de prazer. Como normalmente toda fonte de prazer gera estabilidade e relaxamento, as mães utilizam a sucção não nutritiva (uso da chupeta) na tentativa de deixar o bebê mais tranqüilo. Contudo, o que observamos, é que, na maioria das vezes, a ansiedade, o nervosismo e a intranqüilidade é da mãe, que está com dificuldade de lidar com o choro do bebê, e por isso utiliza-se de tudo que estiver ao seu alcance (em geral a chupetinha) para que seu filho pare de chorar. Para as mãezinhas que se enquadraram nesse perfil, peço que não se sintam culpadas, pois a sucção não nutritiva tem suas indicações clínicas. Bebês pré-termo (com menos de 37 semanas), hipotônicos e/ou que apresentem dificuldade para sugar seio materno, podem beneficiar-se do uso da chupeta, desde que esta seja ortodôntica e utilizada com o monitoramento de profissional habilitado para treino de motricidade oral. Para os bebês nascidos de termo (37 a 40 semanas), que não apresentem dificuldade para amamentar, minha sugestão é que evitem o uso da chupeta, principalmente, nos primeiros dias de vida, pois o bebê poderá fazer confusão de bicos (seio materno x chupeta) e apresentar dificuldade para sugar seio materno. Além disso, o uso da chupeta não ortodôntica, pode propiciar alterações da arcada dentária e consequentemente dificuldades na fala. É importante ressaltar que a sucção digital (dedo), também não nutritiva, é mais prejudicial para a arcada dentária e fala que a chupeta, portanto deve ser evitada. Para as mamães que já “cairam” na tentação do uso da chupeta e/ou para as que estão propensas a “cair”, sugiro que ofereçam somente chupeta ortodôntica para que essa sua pretensa aliada não transforme-se em vilã."

Nenhum comentário:

Postar um comentário