segunda-feira, 6 de junho de 2011

A importância da leitura na primeira infância

"Quando a escritora de livros infantis Tatiana Belinky perguntou ao pediatra, nos idos de 1940, em que momento deveria começar a educar seu filho, então com três meses de vida, ouviu como resposta: "Você já está atrasada"."

Partindo deste princípio, iniciamos o processo de leitura com a Valentina. E ficamos feito bobos, surpreendidos com a concentração dela no momento da história. Compramos vários livros de contos de princesas e iniciamos Valentina com o clássico "A Pequena Sereia". Foi muito linda essa tarde nossa.




"São muitos os benefícios que o contato com livros, ainda na primeira infância, é capaz de proporcionar. Várias funções psicológicas podem ser desenvolvidas, entre elas a memória e a capacidade de estruturar as informações. A leitura em voz alta para uma criança de até 3 anos ajuda a despertar sua sensibilidade para diferentes formas da fala e ainda tem o efeito positivo sobre a chamada atenção seletiva -- a capacidade de se desligar de outras fontes de estímulo, mantendo-se concentrada numa só atividade por períodos mais longos. Ler histórias também ajuda no desenvolvimento da noção de tempo. O bom e velho "era uma vez" carrega em si a idéia de algo que acontecia e já não acontece, apresentando à criança a existência do antes, do agora e do depois. "Com a prática da leitura, os bebês desenvolvem estruturas para a ordenar o mundo com base no critério de temporalidade", diz Fraulein Vidigal de Paula."

Nenhum comentário:

Postar um comentário