domingo, 11 de setembro de 2011

Congelar papinha para um hábito saudável

Aqui em casa somos apenas três: Valentina, Elton e eu. Por alguns anos vivemos, enquanto casal, numa rotina acelerada, que não incluía tempo para as pequenas atividades domésticas. Então nos acostumamos a comer sempre fora, em restaurantes, lanchonetes, no quiosque da esquina. Enfim, um hábito nada saudável e que fez com que cada um de nós engordasse cerca de 20kg (isso mesmo!!!).

Com a chegada da Valentina, continuamos com o mesmo hábito, mas logo quando ela foi liberada pela pediatra para consumir papinhas doces e salgadas, começou minha preocupação e entendemos que para ela ter uma alimentação saudável e equilibrada, nós deveríamos mudar nossos próprios hábitos alimentares. Assim o fizemos, mas continuamos comendo fora, apenas agora incluindo saladas e (tentando) retirar os inúmeros sanduíches, pizzas, salgadinhos e refrigerantes (o que é muito difícil, já que trabalhamos em eventos e SEMPRE somos convidados a "beliscar" uma besteirinha)...

E assim me vi na interessante tarefa de fazer suas papinhas salgadas, sempre com alimentos frescos e combinações interessantes. Eu adoro cozinhar, não faço por falta de tempo e economicamente, pra gente sempre saiu mais em conta comer fora do que fazer aquela mega feira do mês. Me realizei quando Valentina chegou, mas encontramos alguns problemas. Um deles refere-se a quantidade de comida. Como não cozinho em casa, tenho que comprar só o necessário para as papinhas da semana. Infelizmente não dá pra mudar o sabor todo dia, pois uma criança de cinco meses não come muito e na maioria das vezes, a papinha que é feita dá para 3 ou 4 porções. O que fazer com o resto? A resposta correta é: congelar!

Resolvi, baseado nisso, montar um cardápio que pretendo seguir e com isso ter mais controle na hora do comprar. Muitas vezes vou comprando aleatoriamente e muita comida se estraga. Iniciei algumas pesquisas sobre congelamento e com isso nos manteremos neste 6º mês da Valentina.


Uma boa dica é o processo de congelamento. É possível cozinhar cerca de 3 porções de uma só vez. Minha idéia inicial era me organizar uma vez por semana (no caso, a segunda, que é a minha folga!) para cozinhar as papinhas salgadas. Mas acabei optando por cozinhar duas vezes na semana, gerando mais frescor aos alimentos.

Para congelar, tentei os potinhos de vidro,  mas acabei optando por potinhos de plástico, mas na hora de descongelar, era uma trabalheira. Cedinho tirava do freezer e colocava na geladeira, onde por volta de 11h30, eu desenformava em banho maria. Cansei! Até que descobri na internet a possibilidade de congelar as papinhas em formas de gelo de silicone. Uma mão na roda! Vou amanhã testar essa engenhoca, calculando quantos cubos serão necessários por refeição. Tem modelos mais modernos como esse da foto abaixo, com 7 divisórias, uma para cada dia da semana, e já com tampa. Se alguém souber onde vende, me manda a dica, por favor!





Algumas boas dicas sobre o processo de congelamento e descongelamento:

Embalagens:
Os alimentos devem ser sempre embalados para que não fiquem em contato direto com o ar frio e seco do freezer, que os deixará desidratados e assim impróprios para o uso.
Para embalar os alimentos você pode usar: papel alumínio, papel toalha, travessas descartáveis de alumínio, sacos plásticos brancos e transparentes atóxicos, filme de PVC auto-aderente, recipientes rígidos de plástico, travessas de louça refratária, potes de vidro e fôrmas de gelo.
Para melhor controle do tempo de estocagem e identificação dos alimentos armazenados no seu freezer, cada embalagem deverá ter uma etiqueta. Mencione nela o tipo de alimento, o dia, mês e ano de congelamento. Anote também como o alimento se encontra (ao natural, semi-pronto, pronto) e se há necessidade de acrescentar ainda algum outro ingrediente, como temperos, creme de leite etc., para finalizar o preparo do prato.
A bombinha de vácuo para congelamento serve para extrair o ar de dentro do saquinho plástico utilizado para embalar os alimentos que vão ao freezer, evitando a formação de cristais de gelo, que podem até estragar os alimentos. Funciona assim: coloque o caninho da bomba dentro da boca do saco plástico e segure firme, fechando o saco. Em seguida, pressione a bomba para cima e para baixo, retirando todo o ar de dentro da embalagem.
Congelamento:
Ao armazenar seus alimentos no freezer, deixe espaços de 1 a 2 cm entre os volumes, para que o ar frio possa circular livremente.
O alimento congelará mais rápido se colocado junto às paredes ou placas onde se forma o gelo.
Não existem compartimentos especiais para congelar cada alimento, pois o freezer todo tem a mesma temperatura.
Para congelar alimentos individualmente use o método do congelamento em aberto. Distribua as unidades em bandejas e leve diretamente ao freezer até que endureçam. Depois, retire, embale, elimine o ar, etiquete e leve de volta ao freezer.
As refeições do dia-a-dia devem ser congeladas, sempre depois de frias, em pequenas porções para facilitar o descongelamento.
Alguns alimentos, devido à sua composição, não congelam de maneira satisfatória. São eles: frutas, verduras e legumes para serem consumidos ao natural, cremes a base de amido de milho, gelatinas puras, maioneses, ovos com casca, queijos com baixo teor de gordura, claras em neve ou cozidas. Confira caso a caso na tabela.
O prazo que cada alimento pode ficar congelado está diretamente relacionado à qualidade do mesmo, à sua correta embalagem e ao funcionamento constante do freezer. Verifique nas tabelas o prazo recomendado para cada tipo de alimento.
Não use água para apressar o descongelamento. A utilização de água diretamente sobre os alimentos é prejudicial, pois além de retirar os nutrientes essenciais, ela causa sensíveis danos e altera o sabor dos alimentos.
Descongelamento:
Alguns pratos prontos e os vegetais congelados em geral podem ser diretamente levados ao fogo ou ao forno, sem maiores preocupações (sempre fogo brando e forno pré-aquecido).
O descongelamento em temperatura ambiente é indicado para pães, bolos e docinhos, sempre embalados.
Carnes cruas, laticínios e pratos prontos que levarem molhos cremosos, devem ser descongelados na geladeira para voltarem ao seu estado natural sem perda de nutrientes ou de textura.




Um comentário:

  1. Oi flor, esse potinho eu comprei na zoo kids produtos infantis importados, sege o link pra vc http://www.zookidsprodutos.blogspot.com.br/2011_06_01_archive.html
    Abraços! Luana.

    ResponderExcluir